GCG Podcast #033: Rise of the Tomb Raider

Cast033-VitrineRISEOFTHETOMBRAIDER

Download | iTunes | AndroidFeed | Soundcloud
Arte da vitrine: Rodrigo Estevão
Edição: Rodrigo Estevão
Participantes: Diego Ferreira / Rodrigo Estevão
Trilha Sonora: OST do jogo
Música de Encerramento: Karen O – I Shall Rise

Olá Amigos e Amigas Gamers! Sejam bem-vindos a mais um episódio do Gamer Como a Gente! Estamos de volta com a nossa desbravadora de tumbas preferida: Lara Croft! Depois que a sobrevivente nasceu, será que ela conseguirá sobreviver a esta nova aventura na Sibéria em busca de um segredo que afetou a ela e sua família?

Não deixem de ouvir também o nosso podcast sobre o reboot da série aqui: GCG Podcast# 016.

Apertem logo o play e vamos lá!

Anúncio

É isso aí Amigos e Amigas Gamers! O Gamer Como a Gente vai estar presente no primeiro festival Geek & Game Rio Festival 2017! O evento será no Riocentro nos dias 21, 22 e 23 de abril! Se vocês quiserem conhecer o nosso trabalho, conhecer as nossas camisas e bater um papo esperto sobre games, garanta já o seu ingresso!

Já conhecem a nossa forja de armaduras? É bem aqui! Não deixem de ver a nossa estampa “Já chegou o disco voador“! Adquira já a sua camiseta Gamer Como a Gente!

Dúvidas, sugestões, xingamentos, desafios ao mestre platinador é só chamar a gente no email: gamercomoagente@gmail.com

Podem também deixar seus comentários nas postagens e não se esqueçam de acessar o nosso FacebookTwitter!

4 comentários sobre “GCG Podcast #033: Rise of the Tomb Raider

  1. Primeiro GCG que eu escuto e compartilho com a opinião de vocês sobre o game.

    Sobre o cast só tenho uma coisa a reclamar. Em alguns momentos a trilha atrapalhou a escutar o que vocês estavam falando.

    A história é muito fraca, chegou em um momento que eu me perguntei o porque de estar jogando aquilo, pior ainda era passar pegando quase todos os coletáveis até o momento que eu toquei o foda-se. A gameplay do jogo é boa, mas não se segura, ela tem o “básico” dos jogos hoje em dia (escalada, árvore de habilidades, upgrade nas armas, um pouco de metroidvânia…).

    E hoje em dia, mais ou menos uns 6 meses depois que joguei, nem lembro do jogo direito, pelo menos na época eu fiz uma análise em vídeo do mesmo (se quiser assistir, está no meu site).

    Curtido por 1 pessoa

    • Fala Skypper, já batemos um papo lá no Telegram, mas fica aqui também para formalizar o feedback!

      Obrigado por começar a nos ouvir e deixar aqui a sua opinião.

      Sobre a reclamação, como eu disse, a trilha do Tomb Raider é bem fraca e sofria muito desses altos e baixos, achamos que no geral o trabalho que daria para acertar não valeria tanto a pena pelo tempo despendido versus o ganho real. Mas valeu! Realmente atrapalhou em alguns momentos.

      A história não é só fraca como mal contada, empatia zero pelos personagens e pelo ambiente. Entretanto curto bastante o gameplay, mas é isso que você falou, é o pacote básico atual.

      Mas é isso, um abraço e valeu!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Acabei de ouvir o cast. Na semana passada finalizei o Horizon: Zero Dawn e todas as suas sidequests. Empolgado que estava com personagens femininas usando arco e flecha resolvi iniciar o Rise of the Tomb Raider. Que decepção. Parte da culpa foi minha de não te-lo jogado primeiro que Horizon, mas infelizmente foi assim. Além disso paguei mais caro no Tomb (R$148) que em Horizon (R$129 usando cupom no Extra).

    Como vocês disseram no cast a história é muito fraca. Eu nem terminei o jogo e mesmo assim fiz questão de ouvir o cast pois já imaginei todo o final e vocês confirmaram. Estou na parte em que salvo o Jacob da prisão da Trindade e ele me tira da água no final da perseguição. Estava na cara que ele era o tal profeta e que as pessoas da tribo são descendentes ou são os próprios seguidores dele.

    Gostei muito do reboot, tanto que joguei no PS3 e PS4, pena que este novo não chegou nem perto dele. Fora que o manejo do arco é 500x melhor com a Aloy matadora de animais robôs que com a Lara.

    Para não dizer que está tudo ruim, gostei das tumbas que estão bem mais elaboradas. O DLC Baba Yaga tem uma história e boss fight impressionantes também. Vale a pena jogar.

    Se sair um terceiro ainda darei chance mas com as expectativas lá em baixo.

    Bom trabalho, pessoal!

    Curtido por 1 pessoa

    • Fala Max! Como sempre, um prazer receber o seu feedback! E confesso que imaginei que você pararia aqui, porque tinha visto você jogando o Tomb Raider lá no PS4. E que horrível joga-lo logo após de comandar do Horizon (aguarde que vai ter cast em breve, só está faltando eu terminar).

      Da mesma forma que você, nós curtimos muito o reboot (acho que eu até mais que o Estevão, já que eu o comprei duas vezes). Mas o Rise não é nada, seria um jogo com foco em jogabilidade pura, mas ele vem com essa história mequetrefe, mata o que a Lara se tornou e nada avança. Ridículo.

      De fato, o Baba Yaga é muito interessante e se encaixa até melhor nesse mythos de sobrenatural versus realidade que a saga nova da Lara tenta trazer. É curtinho e satisfatório.

      Dado o final e as cenas pós-créditos (que felizmente você não viu), eu diria que vai ter um terceiro. Mas é bom eles pensarem em coisas diferentes porque senão vai ser horrível também.

      Grande abraço!

      Curtido por 1 pessoa

Abra seu coração gamer

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s