GCG Podcast #039: Destiny

Cast039-VitrineDESTINY

Download | iTunes | AndroidFeed | Soundcloud
Arte da vitrine: Rodrigo Estevão
Edição: Diego Ferreira
Participantes: Diego Ferreira / Rodrigo Estevão / Rodrigo Domingues / Eric Barreto
Trilha Sonora: OST de Destiny
Música de Encerramento: Paul McCartney – Hope for the Future

Olá Amigos e Amigas Gamers! Sejam muito bem-vindos a mais um podcast do Gamer Como a Gente! Neste programa vamos falar do Triple Triple A Destiny! Um dos jogos mais caros da história (supostamente), já nos preparando também para o vindouro lançamento de sua continuação!

Apertem logo o play e vamos lá!

Já conhecem a nossa forja de armaduras? É bem aqui! Não deixem de ver a nossa estampa “It’s a Me Mario“! Adquira já a sua camiseta Gamer Como a Gente!

Dúvidas, sugestões, xingamentos, desafios ao mestre platinador é só chamar a gente no email: gamercomoagente@gmail.com

Podem também deixar seus comentários nas postagens e não se esqueçam de acessar o nosso FacebookTwitter!

3 comentários sobre “GCG Podcast #039: Destiny

  1. Destiny foi o jogo que me fez ter uma ideia completamente nova de multplayer, nunca joguei em party nem nada até conhecer Destiny. Comprei o jogo pq vi um cara em uma rede social falando mto bem, no começo achei bem mais ou menos até conhecer uma garota no jogo que acabou virando minha melhor amiga que foi me ensinando oque era raid, assalto, quais eram as melhores armas exótica e me carregando nas raids. No comeco foi dificil nao fazia ideia de grupos de facebook pra conseguir formar time entao eu entrava no forum gringo e fazia raids com eles, mas fui quicado varias vezes até aprender a fazer e ter melhores armas. Assim que chegou a dlc dos reis dos possuidos eu consegui entrar em um clã e cara não existe experiência multplayer melhor do que vc e mais 5 amigos começarem uma raid nova sem ninguem saber como passar e ir descobrindo como resolver os puzzles e matar os chefes, além que fomos uns dos primeiros grupos a terminar a raid “A queda do rei” no hard, foi muita gritaria quando acabamos mto foda. Vocês não pegaram a época que pra fazer varias atividades como a prisão o pessoal só te chamava se vc tivesse a gjallahorn cansei de ser quicado por não ter ela. Nas últimas dlc facilitaram demais pra vc ter os melhores equipamentos antes se vc pegava uma arma boa no drop vc era o fodao o pessoal ficava sla meses fazendo raid 3 vezes por semana e nao pegavam determinada arma rara, agora a maioria das novas vc ganha fazendo uma quest. Qual o nick de vocês, quanto mais gente pra jogar Destiny 2 melhor.

    Curtido por 1 pessoa

    • Expressa muito bem, e melhor, o que quisemos passar no Cast sobre Destiny. Acabou sendo um jogo que vivemos (o que outras pessoas podem achar loucura) mas a única pessoa das quais joguei que eu já conhecia antes era o Rodrigo Domingues (também do Cast) que me introduziu nas party’s até que eu tivesse “luz” o bastante para começar a participar dos assaltos, anoitecer, incursões e etc.. Lotávamos party’e r sempre com pessoas diferentes, então só nessa brincadeira, eu estava me relacionando com pelo menos 14 pessoas novas, e com o tempo mais e mais pessoas se juntavam a nós, seja por amigo de amigo ou por pedidos pela comunidade (Facebook, Whattsapp, etc.). Sei que eu tinha 3 amigos na PSN, hoje tenho mais de 40 (só as pessoal que joguei e continuamos jogando, pessoa que fizeram a diferença, não davam rage, enfim). Inclusive, uma das pessoas foi o Rodrigo Estevao (também no Cast), ou seja, a rede se multiplicando.

      Destiny pode ter suas falhas (lag, glitch, bug, história contada por grimórios [ja que nem todos têm o tempo/motivação para ler]) porém é um jogo que nos proporcionou incontáveis alegrias!

      Então Guilherme Lisboa, obrigado por complementar nossa experiência!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Destiny é uma comunidade, até pq jogo nao movimenta doença terminal, nao gera melhores amigos (mentira, até gera!). Mas comunidade que é comunidade estreita relacionamento, gera bons amigos, ciclos novos, expansões estaduais, ponte aerea, encontro em Evento do querido e amado clan.
    Foram 3 anos em Destiny, 3 anos de dedicação, muitas ragea, muita mão suando na primeira viagem a incursão, muito desafio dificil. Realmente o ápice total trata-ae direto ao sentimento de alívio e comquista após encerrar uma Raid pela primeira vez. Mais do que tudo a Bungie sempre teve um talento simplificado, ouvir sua comunidade, seus fãs, e sempre inovar/atualizar…
    Destiny tem seu gap’s como todo jogo, e estão ai pra aprender e melhorar.
    É com prazer imenso que deixo minha opiniao sobre esse jogo, afinal sem ele nao estaria aqui tendo esse privilégio, foi numa incursão ou assalto, talvez até pvp que comheci o mestre Platinador e um dos fundadores do Gamer Como a Gente, o talentosíssimo Rodrigo Esteban, maior rouba loot da história do Destiny.

    Curtido por 1 pessoa

Abra seu coração gamer

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s