Retrocompatibilidade no Xbox One

5544731221_Xbox_One_logo_answer_2_xlarge

Ontem, 11 de novembro de 2015, foram finalmente anunciados os primeiros jogos que suportarão a retrocompatibilidade no Xbox One. E são mais de 100 jogos!

É certamente uma investida forte da Microsoft para tentar recuperar o rebanho gamer perdido, visto que muitas pessoas migraram do Xbox 360 para o PS4. Obviamente, o chororô já está rolando, visto que blockbusters como Skyrim e Red Dead Redemption ficaram de fora desta primeira fornada de jogos.

O assunto da retrocompatibilidade, sempre muito debatido (conforme pode ser lido no artigo escrito por Diogo Moura, Retrocompatibilidade x Raio Remasterizador), está longe de ser ponto comum entre gamers como a gente. Resta saber se a jogada da Microsoft vai realmente ter efeitos práticos.

Vamos torcer!

Segue a lista de jogos divulgada pela Microsoft abaixo:

  • A Kingdom for Keflings
  • A World of Keflings
  • Alien Hominid HD
  • Assassin’s Creed II
  • Asteroids & Deluxe
  • Banjo Kazooie: Nuts & Bolts
  • Banjo-Kazooie
  • Banjo-Tooie
  • BattleBlock Theater
  • Bejeweled 2
  • Bellator: MMA Onslaught
  • Beyond Good & Evil HD
  • Blood of the Werewolf
  • BloodRayne: Betrayal
  • Borderlands
  • Call of Juarez Gunslinger
  • Castle Crashers
  • CastleStorm
  • Centipede & Millipede
  • Condemned: Criminal Origins
  • Crazy Taxi
  • Deadliest Warrior: Legends
  • Defense Grid: The Awakening
  • DiRT 3
  • DiRT Showdown
  • Discs of Tron
  • Doom
  • Doom II
  • Dungeon Siege III
  • Earthworm Jim HD
  • Fable II
  • Fallout 3
  • Feeding Frenzy
  • Feeding Frenzy 2: Shipwreck Showdown
  • Gears of War
  • Gears of War 2
  • Gears of War 3
  • Gears of War: Judgment
  • Golden Axe
  • Halo: Spartan Assault
  • Hardwood Backgammon
  • Hardwood Hearts
  • Hardwood Spades
  • Heavy Weapon
  • Hexic HD
  • Ikaruga
  • Jetpac Refuelled
  • Joy Ride Turbo
  • Just Cause 2
  • Kameo: Elements of Power
  • LEGO Pirates of the Caribbean: The Video Game
  • LEGO Star Wars: The Complete Saga
  • Lode Runner
  • LUMINES LIVE!
  • Mass Effect
  • Metal Slug 3
  • Metal Slug XX
  • Might & Magic Clash of Heroes
  • Mirror’s Edge
  • Missile Command
  • Monday Night Combat
  • Monkey Island 2: Special Edition
  • Monkey Island: Special Edition
  • Ms. Splosion Man
  • Mutant Blobs Attack!!!
  • N+
  • NBA JAM: On Fire Edition
  • NiGHTS into dreams…
  • Operation Flashpoint: Dragon Rising
  • Pac-Man: Championship Edition
  • Pac-Man: Championship Edition DX+
  • Perfect Dark
  • Perfect Dark Zero
  • Phantom Breaker:Battle Grounds
  • Pinball FX
  • Plants vs. Zombies
  • Prince of Persia
  • Putty Squad
  • R-Type Dimensions
  • Rayman 3 HD
  • Sacred Citadel
  • Sega Vintage Collection: Alex Kidd & Co.
  • Sega Vintage Collection: Golden Axe
  • Sega Vintage Collection: Monster World
  • Sega Vintage Collection: Streets of Rage
  • Shadow Complex
  • Sonic CD
  • Sonic The Hedgehog
  • Sonic The Hedgehog 2
  • Sonic The Hedgehog 3
  • South Park: The Stick of Truth
  • Super Meat Boy
  • Supreme Commander 2
  • Tom Clancy’s RainbowSix Vegas
  • Tom Clancy’s RainbowSix Vegas 2
  • Torchlight
  • Toy Soldiers
  • Toy Soldiers: Cold War
  • Tron: Evolution
  • Ugly Americans: Apocalypsegeddon
  • Viva Piñata
  • Viva Piñata: Trouble In Paradise
  • Wolfenstein 3D
  • Zuma

Artigo: Sobre o desbloqueio do PS4

 ps4Reverberam por diversos sites e blogs especializados em games a “grande” notícia que o Playstation 4 está sendo desbloqueado nas ruas de São Paulo. A comunidade gamer brasileira está em polvorosa.

O esquema, aparentemente oriundo da Rússia, consiste em uma clonagem virtual do PS4: todos os dados da bios e do processador são copiados de um videogame para outro. Em termos práticos, tudo o que é comprado em um videogame é facilmente passado para outro.

O “serviço” custa em torno de R$ 300,00 – R$ 400,00, o equivalente hoje ao preço de 3 jogos. Após realizado o desbloqueio – que dura em torno de três dias – o gamer volta para casa feliz e contente, usufruindo de 10 a 12 novos jogos no HD, com a possibilidade de adicionar um jogo novo por mais R$ 35,00 e com incrível chance de ficar um ano na cadeia. AHN?

almanegra

O Gamer como a Gente explica para você: segundo o Código Penal, artigo 184, pirataria é crime. Condenado, a pena para quem distribuiu ou comprou produtos oriundos de pirataria é detenção de três meses a um ano.

Logo, fica a dica. Gamer como a gente não sustenta a pirataria. Nós entendemos que por causa da situação do Brasil muitas vezes fica difícil de jogar todos os jogos que queremos. Entretanto, isso não é justificativa para pegar o caminho mais fácil. A vida não tem gameshark.

Agindo desta forma você prejudica a indústria de games que você tanto ama e, de lambuja, ainda vira um criminoso! Não caia nessa!