Artigo: Visita ao Museu Itinerante

Olá Amigos e Amigas Gamers! Hoje fui conhecer o Museu do Videogame Itinerante que está aqui na cidade do Rio de Janeiro, no Shopping Nova América.

O Museu é uma iniciativa privada, criada há cinco anos pelo jornalista e curador, Cleidson Lima. Desde 2011, mais de 450 mil pessoas conheceram o acervo que era exposto apenas durante 15 dias do ano, na capital de Mato Grosso do Sul. Entretanto, desde 2016, passou a visitar cidades de todos os estados do Brasil. Vale destacar que o apoio do Ibram (Insituto Brasileiro de Museus) foi fundamental, ao inclui-lo no circuito de museus. Normalmente exposto em locais públicos de grande acesso, como shoppings por exemplo, os visitantes não só podem vislumbrar este grande passado gamer, como podem experimentar os jogos disponíveis para as mais diversas plataformas.

Vamos aos destaques!

Começamos aqui com 3 clássicos da vida! O Magnavox Odyssey, o Telejogo da Philco-Ford e claro, o Atari 2600.

Ou um outro clássico, muito desconhecido do grande público (eu mesmo nunca o tinha visto ao vivo, o SEGA SG-1000.

img_6160

Interessante notar o Panasonic Q, que nada é mais é do que um Game Cube da Nintendo que foi licenciado para a fabricante montar. Uma jogada um tanto estranha para a Big N, diga-se de passagem. Somente no Japão.

img_6180

Temos também um Playstation que lembra um Xbox, inclusive em conceito, chamado PSX (aos velhotes de plantão, antes de ser numerado, esse era o apelido do console da Sony). Ele é uma central multimídia, com gravador de vídeo digital e DVD. Além de um PS2.

img_6182

Aqui vemos dois queridinhos meus que mencionei lá no Console Wars, nosso podcast #002! O Dynavision 2 Radical e o Super Charger!

Conclusão

Entre raridades e consoles manjados, a coleção é bem legal, e conta com a ajuda dos gamers em geral que também fazem doações para o Museu. A amostra conta com pequenos cartões que dão uma visão geral daquele aparelho em específico.

Cabe ressaltar que a utilização da palavra museu é bem solta, visto que não há uma organização de pensamento e evolução dos videogames. Os displays são variados e colocados sem algum critério mais elaborado ao lado de outros. Talvez por se utilizar de um espaço cedido por um local como um shopping, a organização peca bastante. Adicione-se também a multidão de pessoas que querem jogar tanto as raridades como consoles atuais, e no grande palco com a versão mais atualizada de Just Dance, fica impraticável a experiência nesse sentido.

A exposição estará no Shopping Nova América no Rio de Janeiro até o dia 29 de janeiro. Podem acessar o site do Museu para saberem as novas datas aqui!

Abra seu coração gamer

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s