Artigo: A diferença entre estar no negócio e entender o negócio

negocio 1

Final de semana estava sentado na minha poltrona jogando uma partida do maravilhoso Star Wars Battlefront com meu amigo Rodrigo Estevão quando recebo uma mensagem pelo celular com a seguinte mensagem:

“Novo trailer de Final Fantasy 7 na Playstation Experience”

Fiquei animado e já havia favoritado o vídeo para ver quando o mesmo amigo me envia outra mensagem:

“Novo vídeo de The King of Fighters XIV disponível na Playstation Experience!”

– Incrível! -Pensei eu – Vou logo ver estes vídeos!

Não se passam nem 20 minutos recebo outro recado:

“Sequência de Ni No Kuni é anunciada na Playstation Experience”

Achei incrível a quantidade de novidades e imaginei como a Microsoft responderia e esse ataque maciço as vésperas das festas de fim de ano. Então recebo uma mensagem alguns minutos depois que me deixou bem intrigado.

“Satya Nadella, CEO da Microsoft, afirma que o XBOX One é somente mais uma plataforma com Windows”.

E aí me veio na cabeça a seguinte questão: Esses caras sabem vender vídeo games?

LIÇÕES DO PASSADO NÃO APRENDIDAS NO PRESENTE

negocio 2

Não sou um fanático sonysta, mas fica cada vez mais evidente que a Sony se distanciou da concorrência ainda mais nos últimos anos. Quando a primeira plataforma da Sony pareceu em meados dos anos 90 ela era inferior ao Sega Saturn em vários aspectos técnicos que ficavam bem evidentes quando se comparava jogos que existiam nas duas plataformas. Resident Evil, Grandia, Marvel Super Heroes, Marvel vs Capcom são apenas alguns jogos que eram bem superiores na plataforma da Sega, mas então porque a Sony obteve tanto sucesso com um hardware inferior?

Aonde rodava melhor o Metal Gear Solid? Aonde rodava melhor o Silent Hill? Aonde rodava melhor a série Final Fantasy? Aonde rodava melhor os jogos da série Crash Bandicoot?

O grande diferencial da Sony sempre foi os seus exclusivos, enquanto o Sega Saturn tinha apenas exclusivos de pouco apelo ou de séries que não eram novidade para o público, o Playstation sempre tinha exclusivos que transportavam os jogadores para novos mundos com excelentes enredos e jogabilidade. Várias séries nasceram exclusivamente no Playstation e até hoje povoam a mente dos gamers pelo mundo.

Pelo passado da parceria de desenvolvimento Sega/Microsoft em relação ao Dreamcast podemos dizer que a Microsoft “herdou” o legado da Sega nos hardwares ao lançar o primeiro XBOX, nada contra as máquinas feitas pela empresa de Bill Gates, o primeiro XBOX era visivelmente mais poderoso que o PS2, assim como o Game Cube e muito provavelmente o próprio Dreamcast, mas porque eles perderam de novo para o console da Sony?

Alguém pode lembrar-se de alguma série memorável e exclusiva do XBOX (o primeiro console) além de HALO?

O PS2 continuou recebendo uma enxurrada de títulos originais e exclusivos enquanto a concorrência patinava nesse ponto. Quando o jogo era multiplataforma era sempre muito evidente a inferioridade do hardware do PS2, era de dar pena a comparação dos jogos entre as plataformas mas aí vem a seguinte questão:

Aonde rodava melhor o Metal Gear? Devil may Cry? God of War? Entre outros….

Eu tive o XBOX 360 e digo que a Microsoft fez milagres com ele, cheguei até a cogitar não ter um PS3 já que me divertia muito com ele. Mas, meu amigo Tiago Guzzo (colunista do Gamer como a Gente) Vendeu-me um PS3 muito barato e não tive como não aceitar.

Para a minha surpresa, meu XBOX 360 acabou aposentado.

Heavy Rain, The Last of Us, Uncharted entre outros mostraram mais uma vez como os exclusivos fazem a diferença, então nos deparamos novamente com a declaração do senhor CEO da Microsoft…

QUAL É A DIFERENÇA DO XBOX PARA UM COMPUTADOR?

negocio 3

Eu estava com uma forte vontade de comprar um XBOX One, não me levem a mal mas para mim é muito mais divertido jogar online na Live do que na PSN embora no final das contas pareça a mesma coisa, não falo de força de hardware mas de comunidade. O pessoal da Live parece bem mais receptivo.

Mas aí o ilustre CEO me dá a entender que se eu tenho um computador em casa eu não preciso de um Vídeo game da Microsoft, é isso? Não é? Então vamos lá.

Antes exclusivo do XBOX One e jogo de lançamento do console, Ryse: Son of Rome já foi anunciado para PC. Outro jogo que me faria comprar o console como Cuphead já tem declarações de seus desenvolvedores que dão a entender que a exclusividade é apenas temporária. Se para a Microsoft o XBOX é mais uma plataforma que roda Windows, então eles não terão nenhum pudor de achar que a exclusividade é do WINDOWS e não do XBOX One.

Não é nenhuma novidade, jogos Indies que eram exclusivos da Microsoft passaram a figurar na PSN com o tempo como, por exemplo, DUST: An Elysian Tail.

O problema é que essa política da Microsoft passou a valer para jogos Triple A!!

Proprietários de XBOX One comemoraram a exclusividade de um grande jogo como Tomb Raider só para depois serem pisoteados pelos sonystas pelo fato do jogo ter uma exclusividade temporária.

Enquanto isso a Sony, visionária, enxergou a dificuldade das desenvolvedoras em desenvolver os seus jogos e bancou sucessos como Street Fighters e The King of Fighters, séries que NUNCA foram exclusivas em consoles caseiros nem mesmo quando a SNK possuía o seu próprio sistema NEO-GEO.

Agora são exclusivas de PS4.

 SE FOR PARA BRINCAR, VEM BRINCAR DIREITO

negocio 4

Além de problemas com os jogos “quase exclusivos”, a Microsoft ainda tem problemas com o seu próprio Hardware. Acredito que desde o PSOne a Sony não tem um hardware superior a concorrência. Na prática pode não fazer grande diferença, mas a empresa recebeu várias críticas de nomes da indústria em relação a potencia de seu hardware.

“Prefiro jogar a versão de Witcher 3 para PC com requisitos mínimos do que a versão de XBOX One”, Damien Monnier, Designer do jogo Witcher 3.

A justificativa de Monnier é que até a versão mais lenta de PC roda o jogo em resolução superior aos 900P do Xbox One.

Quando a Sony lançou o seu primeiro vídeo game, a principal preocupação foi fazer pacotes de desenvolvimento o mais fácil possível para as desenvolvedoras, lição não aprendida pela Microsoft, assim como a Sega não aprendeu. Lançar um console que tem dificuldade de alcançar os 1080p nos dias de hoje é um erro estratégico comparável ao da Nintendo quando resolveu usar o cartucho no Nintendo 64 quando todos já utilizavam o CD.

Além disso, ainda temos erros estratégicos bizarros como lançar o seu “exclusivo temporário”, Tomb Raider, justamente no mês onde temos os lançamentos de Star Wars Battlefront, Call of Duty e o tão esperado Fallout 4. Resultado? Fracasso nas vendas no mês de lançamento e a cutucada da Sony com a declaração de que o jogo venderá melhor no PS4.

POR UM MERCADO FORTE

negocio 5

Espero que a Microsoft altere a sua politica e trate o XBOX com o respeito e dedicação que um produto tem que ter para bater de frente com um gigante fincado com as suas raízes no solo. Assim como a SEGA of America entendeu que não adianta o marketing bem direcionado se não há jogos, a Microsoft deveria entender que não é só de jogos de tiro que uma empresa vence no mundo dos games.

Eles tem que melhorar muito para podermos chamar essa geração de “guerra de consoles”, o que vejo no momento é uma surra da Sony com o adversário nas cordas.

Termino com a declaração de Phill Spencer que demonstra toda a determinação da Microsoft em fazer melhor do que a Sony.

“Como já disse algumas vezes, uma das coisas que acho desagradável no mundo dos games é a barreira que as pessoas tentam criar entre as plataformas. Acaba virando mais uma briga de qual pedaço de plástico eu tenho do que quais jogos estou jogando. Não acho que isso seja bom para nossa indústria”.

Um comentário sobre “Artigo: A diferença entre estar no negócio e entender o negócio

  1. Pingback: Artigo: Microsoft, Epic Games e o conto da roupa que só as pessoas inteligentes podem ver | Gamer Como A Gente

Abra seu coração gamer

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s