Artigo: Electronic Game Show 2015 – México

E quem diria que a minha primeira conferência de games seria internacional?

Aproveitando minha temporada de trabalho no México resolvi dar uma conferida na Electronic Game Show 2015, conferência de games bem similar à nossa brasileiríssima Brasil Game Show que ocorrerá no próximo final de semana. A conferência ocorreu na Cidade do México nos dias 2, 3 e 4 de Outubro.

Querem saber como foi? Vamos lá!

egs1“David Quijano, correspondente mexicano do GCG e eu, logo após chegar na conferência”

Chegando ao local, fui pego de surpresa pela fila quilométrica de mexicanos ávidos para conhecer as novidades lá apresentadas. Gamers jovens e velhos, gamers homens e mulheres, gamers cosplayers, gamers pais e gamers filhos – todos estavam presentes.

Todos gamers como a gente, claro.

egs2“Uma hora e meia de fila para jogar videogame? Moleza”

Logo ao entrar fui saudado pelo enorme stand da Sony. Lá podiam ser jogados o novíssimo Until Dawn, o também novíssimo-porém-ao-mesmo-tempo-velhíssimo Assassins Creed Syndicate, a coletânea remasterizada de Uncharted, Nathan Drake Collection e muitos outros, como Tearaway Unfolded, Metal Gear Solid V e God of War 3 Remaster.

egs3“Stand da Sony, um lugar que gamers como a gente podem chamar de casa”

De lambuja, também havia uma sala fechada que apresentava um gameplay exclusivo de Uncharted 4 (entretanto, infelizmente nada mais era do que o vídeo apresentado na E3 2015, porém estendido de mais 5 minutos de inédita ação ininterrupta)

Também era no stand da Sony que rolava o pega-pra-capar do Call of Duty: Black Ops III, onde se formava a fila que era – de longe – a maior de toda a conferência. O fato curioso vai para a presença de crianças jogando o jogo; não havia qualquer proibição por parte dos organizadores do evento.

egs7“A grande pergunta é: como você vai explicar quando chegar em casa depois de ser comandado por uma criança de 5 anos?”

Logo ao lado, no stand da EA, podíamos pilotar os carros do novo Need for Speed, pular sobre os prédios de Mirror’s Edge Catalyst, nos enrolarmos nos fios de lã de Unravel e disputar um torneiozinho de FIFA 16 onde o ganhador seria presenteado com nada menos do que aproximadamente 20 mil reais.

Entretanto, nada disso importava quando existia a possibilidade de jogar em uma sala fechada a demo do Star Wars: Battlefront. Cada segundo valeu a pena enquanto sorví a obra prima antes que o controle fosse arrancado de minhas mãos.

egs4“Infelizmente era proibido tirar foto lá dentro, portanto fiquem apenas com uma foto da sala por fora e minha palavra de gamer de que o jogo vale a pena”

Andando um pouco mais podia se chegar ao stand da Bandai, onde vários televisores disponibilizavam Naruto Ultima Ninja Storm 4 para ser jogado. Apaixonados por Cavaleiros do Zodíaco como nós brasileiros, os mexicanos também faziam fila para jogar o novo jogo do anime, Alma dos Soldados.

Mas a cereja do bolo ficou – na minha modesta opinião – com Dark Souls 3. Como os controles de PS4 circulavam entre os gamers a cada morte, a fila andava rápido. Espero ansiosamente para destrinchar esta obra prima com mais calma.

egs5“Jogando Dark Souls 3 – Tempo médio de jogo por gamer: 30 segundos.”

A Konami trazia como grande atração o PES 2016. Nosso camisa 10 Neymar estava lá presente como garoto propaganda – em papelão, pelo menos. Assim como no FIFA 16, vários campeonatos eram organizados, apesar dos prêmios não serem tão vultuosos.

Já no stand da Capcom a porrada rolava solta no novíssimo Street Fighter V. Os campeões dos embates de versus ganhavam uma oficial e exclusiva faixa vermelha do Ryu para ostentar na testa durante a conferência.

rodyu“Qualquer semelhança é apenas mera coincidência”

A EGS 2015 também trazia uma área especial para os gamers mais velhos. Era possível jogar desde Atari até Super Nintendo – uma bela overdose de nostalgia. Space Invaders, Pac man, Golden Axe, Super Mario World; eles tinham de tudo um pouco. Nada melhor do que voltar aos tempos de moleque.

egs6“Enquanto isso, essa criança realizava o sonho do Diego Ferreira de jogar o Virtua Boy”

A conferência foi realmente um achado para mim. Fui surpreendido pelo comprometimento, organização e profissionalismo. Fica a dica para quem estiver por aqui pelo México em Outubro de anos vindouros.

Querem saber mais detalhes do que rolou? Aguardem o nosso podcast que sairá ainda esta semana!

Um grande abraço e até lá.

3 comentários sobre “Artigo: Electronic Game Show 2015 – México

  1. Pingback: DLC #007: Electronic Game Show 2015 México | Gamer Como A Gente

Abra seu coração gamer

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s