Artigo: Console versus PC

PCfight

Essa discussão sobre qual a melhor plataforma para se jogar provavelmente nunca terá fim. Ambas as plataformas têm seus prós e contras, e gamer que é gamer conhece os argumentos de trás para a frente. O que realmente importa na hora de escolher a melhor plataforma? Os jogos? O desempenho e qualidade dos gráficos? O conforto de jogar espalhado no sofá com os amigos? O preço dos jogos? A plataforma com mais multifunções? A minha intenção nesse artigo não é enumerar prós e contras (apesar de citar e comentar alguns), e nem aconselhar ninguém sobre qual plataforma comprar. Quero apenas refletir um pouco sobre a situação dessa rivalidade, por assim dizer, dentro do universo do entretenimento eletrônico.

Eu tenho, você não tem!

Eutenho

Não é incomum um PC Gamer ouvir piadinhas do tipo: “Aí, Red Dead Redemption está em promoção na Steam… Ah não, pera…“. Assim como aqueles que jogam em consoles ouvirem: “Obrigado por testarem o beta do GTA V pra gente“. Apesar da zoeira nunca ter fim, essa guerra entre fanboys, entusiastas e fãs ecléticos que não discriminam por marca, nem taxa de FPS, levanta alguns pontos bem relevantes na hora de escolher uma plataforma.

Um dos principais argumentos de quem joga em console é que os “console exclusives” são melhores que os exclusivos para PC. Por sua vez, os PC Gamers rebatem esse argumento dizendo que a quantidade de exclusivos para PC é maior que a de consoles. É fato que a quantidade de exclusivos para PC é maior, mas talvez no quesito exclusivos AAA, os consoles levem vantagem por causa de franquias como Legend Of Zelda, Uncharted, Gears of War, Mario, The Last Of Us, Halo, entre outras.

A expectativa por esses games sempre é enorme, e para poder jogar algum deles, você vai precisar ter um console. É claro que gosto é uma coisa subjetiva e você pode não se interessar por nenhuma dessas franquias e preferir as franquias exclusivas para PC, mas não dá para ignorar a importância dos exclusivos AAA dos consoles, tanto no âmbito comercial quanto no âmbito do entretenimento e arte. Então se você joga em um PC apenas, fatalmente você vai deixar algumas dessas pérolas passar em branco.

Downgraaaaaaaaaaaaaade

WatchDO

E o que falar sobre a velha discussão sobre gráficos? Os gráficos dos jogos para PC são melhores mesmo? Sim, são melhores. Isso é fato e contra fatos não existem argumentos. PCs sempre terão vantagem no quesito hardware e consequentemente os PCs sempre terão gráficos melhores. Mas o que dizer da influência dos consoles sobre os gráficos dos jogos (multiplataformas) lançados para PCs, que deveriam ser bem superiores, mas acabam não sendo tanto assim?

Não, eu não sou louco, e eu não estou me referindo a resolução nem taxa de FPS, eu falo por exemplo (e principalmente) dos downgrades que os jogos de PC infelizmente sofrem “por causa” dos consoles. Se olharmos os videos dos jogos quando são anunciados em eventos tais como a E3, e depois olharmos os mesmos jogos quando lançados, o downgrade, muitas vezes absurdo, fica evidente. Watch Dogs talvez seja um dos melhores exemplos disso e mais atualmente o próprio The Witcher 3, em que a versão final ficou com gráficos aquém do que foi mostrado em demos e vídeos de gameplay na época do seu desenvolvimento.

As softhouses sofrem pressão para que os jogos fiquem parecidos em todas as plataformas? Ou simplesmente priorizam os jogos para consoles que é onde o lucro delas é maior? Existem aqueles que não se importam com gráficos, geralmente jogadores das antigas, que começaram nos consoles da geração 8 bits. Mas existem aqueles que gastam quantias exorbitantes para rodar os games no máximo da sua capacidade, em resoluções em 4k por exemplo e com altas taxas de FPS. Existe espaço para todos.

E o que acontece com as desenvolvedoras e o descaso em relação a alguns games? Se você joga no PC e adquiriu Batman Arkham Knight, você provavelmente teve algum problema com o desempenho do jogo, glitches, bugs e etc. Os desenvolvedores deveriam ter um respeito maior pelo consumidor e lançar um produto final de qualidade. Mas porque isso acontece? Por que Red Dead Redemption por exemplo não foi lançado para PC? Porque GTA 5 levou 2 anos para ser lançado para PC? Porque alguns jogos são lançados para PC mal otimizados?

A resposta mais óbvia para essa pergunta é que os consoles geram um lucro maior para as desenvolvedoras do que os PCs. Mas gera mesmo? Entenda que eu me refiro ao lucro desses jogos específicos, AAA multiplataformas, e não da receita gerada pelas vendas de todos os jogos existentes para PC de uma forma geral. Só o GTA 5 por exemplo, que foi lançado inicialmente apenas para dois dos principais consoles da geração passada, quebrou sete recordes na época, entre eles: “Propriedade de entretenimento a alcançar mais rápido a marca de US$ 1 bilhão“, “Videogame a alcançar mais rápido US$ 1 bilhão“, “Maior receita gerada por um produto de entretenimento em 24 horas (US$ 815 milhões)“. Isso sem falar nos games exclusivos, mas isso é apenas uma afirmação baseada em observação, então considerem apenas como uma opinião pessoal, posso estar totalmente errado. A pirataria também é um dos principais fatores que atrapalham as vendas de jogos para PC no mundo todo, e com certeza as desenvolvedoras levam isso em consideração.

Eu gosto mesmo é da rapaziada

Vovogamer

Passar o dia ou a noite inteira jogando aquele game de futebol ou de luta com amigos (ou família), comendo pizza e tomando coca cola (zero), no mesmo ambiente, espalhados no sofá, enquanto o choro de quem perde e a zoação do “rei da mesa” é sem limites, ainda é quase que uma exclusividade de quem joga nos consoles. É claro que hoje o multiplayer online domina, e o multiplayer local é uma opção quase extinta, mas ainda é tão divertido quanto era há anos atrás.

Umas das vantagens de se jogar online nos consoles é que raramente ou poucas vezes você encontrara algum cheater, e quando tem, as desenvolvedoras banem mesmo. Já no PC, infelizmente a frequência desse tipo de gente é maior, inclusive recentemente jogadores profissionais foram punidos e até banidos por usarem cheats ou se aproveitar de glitches em partidas oficiais de campeonatos. Mas independentemente de qualquer coisa, jogar online seja no PC ou no console, com ou sem os amigos, é extremamente divertido, e geralmente é também frustrante porque sempre tem alguém melhor que você quando se joga online!

O preço dos jogos também é um dos fatores mais relevantes na escolha de uma plataforma, principalmente aqui no Brasil onde os preços para consoles são absurdos (malditos impostos?). Lá fora, nos principais mercados de games, os preços dos jogos se equiparam, não existe uma discrepância tão absurda assim que justifique a opção por uma plataforma ou outra, mas a nossa realidade infelizmente é outra. Mas eu sou um otimista e sei que um dia ainda vou ver os jogos para consoles com preços justos aqui no Brasil.

Independente de joystick ou mouse/teclado, televisão ou monitor, 4k/+60fps ou HD/30fps, Red Dead Redemption ou Campo Minado, o que vale é a diversão (conclusão do GCG Podcast #004). A experiência é o que conta, e contra isso ninguém pode argumentar. Não existe “melhor” plataforma para jogar, existe a plataforma na qual você se diverte mais. Então divirtam-se jogando no PC, no console, no portátil, mobile ou onde for.

Um comentário sobre “Artigo: Console versus PC

Abra seu coração gamer

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s