Resenha: Rogue Legacy

rogue1Construa seu Legado!


UM HERÓI E SUA LINHAGEM

Criado por Lee Falk em 1936, O Fantasma, também conhecido como “Espírito que Anda” ou “O homem que não morre”, sempre foi meu herói de quadrinhos favorito. O que eu achava mais legal do personagem era que ele não tinha superpoderes, nem tampouco era imortal como seu codinome dizia. Na verdade se tratava de uma dinastia de homens que lutava contra o crime: sempre que um Fantasma morria, seu filho sucedia seu posto.

Ao jogar Rogue Legacy, jogo indie roguelike lançado pela Cellar Door Games em 2013 para PC (com versões para PS3, PS4 e PS Vita em 2014), foi impossível não notar a semelhança com o Fantasma. No jogo, você controla um cavaleiro que tem como missão desbravar uma dungeon. Porém, ao morrer, ao invés de receber uma tela de Game Over, você tem a possibilidade de selecionar o herdeiro daquele herói que morreu para continuar sua missão.

rogue2“Você acha que sua missão será fácil só porque carrega uma espada do seu tamanho?”

 GAMEPLAY

Em teoria, a jornada do player em Rogue Legacy é bem simples. Entrar em uma dungeon 2D, derrotar quatro chefes – cada um deles posicionado em uma área distinta (Castelo, Floresta, Torre e Calabouço) – para então ter o direito de enfrentar o último chefe.

Para isso o herói controlado pelo jogador irá contar com as habilidades básicas de pulo e ataque com espada, bem como a possibilidade de usar mágicas que gastam MP (mana points). Durante sua aventura ele também achará incontáveis moedas de ouro que ele usará para dar upgrade nas habilidades do seu personagem, bem como desbloquear novas classes para utilizar.

Simples, não? Bem… nem tanto.

rogue3“Medo do escuro? Um guerreiro como você?”

 A(s) CEREJA(s) DO BOLO

A primeira surpresa que o player irá notar é que, cada vez que você entra na dungeon, ela é randomicamente gerada. Isso faz com que cada investida para completar a missão se torne uma aventura única.

Além disso, conforme já mencionado, ao morrer, será necessário escolher um novo personagem para continuar. O jogo sempre te dará 3 opções de herdeiros para escolher. Este novo personagem terá diferentes habilidades e características daquele primeiro herói, fazendo com que o player tenha também que adaptar seu estilo de jogo ao novo personagem escolhido.

Como se não bastasse, cada herdeiro randomicamente gerado também carrega consigo traços (traits, no original) característicos. Portanto, prepare-se para jogar com um personagem hiperativo e com espasmos musculares! Ou talvez com um herói daltônico e que morre de medo de galinhas! Ou quem sabe um guerreiro hipocondríaco e que sofre de síndrome do intestino irritado?

Tudo isso irá impactar na sua jornada, muitas vezes complicando ou facilitando cada gameplay.

rogue4“Aquele momento em que você se dá conta que sua estratégia deu errado…”

 VEREDITO. VALE A PENA?

Claro que vale. Mas não vá esperando um jogo fácil. Prepare-se para morrer (e muito!) e construir uma enorme linhagem de heróis tentando completar a sua missão, de paladino até hokage! Os chefes são desafiadores e exigem estratégia por parte do player (button mashers, esse jogo não é para vocês!)

Vale salientar também que se você é um jogador mais hardcore que gosta de um belo desafio, é possível desbloquear uma versão remix de todos os chefes onde a dificuldade fica ainda mais acentuada. Recomendo!

Com humor singular, belíssima arte pixelada que cria um ambiente nostálgico para os amantes de 8 bits, Rogue Legacy é o tipo de jogo que, depois que você começa a jogar, fica difícil de parar.

Nota: roguenota (4,0 / 5,0)

4 comentários sobre “Resenha: Rogue Legacy

  1. Pingback: Artigo: Quanto vale o seu tempo? | Gamer Como A Gente

  2. Pingback: DLC #012: INDIEcando Games | Gamer Como A Gente

Abra seu coração gamer

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s